o que você está buscando?

Search

Moradores e estudiosos do Centro Histórico debatem o Plano Diretor de Belém

A Prefeitura de Belém realizou na tarde desta sexta-feira, 24, no Fórum Landi, a quarta Oficina de Participação da Revisão do Plano Diretor do Município de Belém.  Desta vez, o Distrito Administrativo de Belém (Dabel), que compreende as áreas da Batista Campos, Campina, Cidade Velha, Nazaré, Reduto, São Brás, Umarizal e Marco, recebeu a programação.

A oficina reuniu moradores dos oito bairros que compõem o distrito, além de estudiosos da área histórica de Belém. As oficinas são realizadas para viabilizar o debate sobre o Plano Diretor, uma lei que regulamenta o planejamento e o ordenamento do território municipal. Os participantes conheceram os eixos debatidos, a importância do Plano Diretor para a cidade e o impacto para o desenvolvimento econômico e social.

Tema – A servidora pública Miriam Nogueira, 30 anos, que é moradora do bairro da Campina, destacou que um dos debates deve ser sobre meio ambiente. “É preciso debater sobre o verde na cidade e a preservação dele, principalmente sobre mudanças climáticas, que é o assunto do momento. Temos que reforçar esse tema e valorizar”, comentou.

O Dabel é o quarto distrito a receber a oficina, que já passou por Daout, Danet e ilhas. Alice Rodrigues, coordenadora da Comissão Técnica do Plano Diretor, explica que a oficina foi especifica para o patrimônio histórico, área que compreende o bairro da Cidade Velha. “Estamos discutindo a questão cultural e econômica do centro histórico”, ressalta.

Texto:

Victor Miranda

Skip to content